Benefícios dos Batidos de Proteína na alimentação

Benefícios dos Batidos de Proteína na alimentação

Há cerca de uma década, os batidos de proteína eram ou associados a desportistas, e praticantes de atividades físicas mais intensas, ou vistos como uma forma de perder peso. Na atualidade, a extensão de utilização e potenciais benefícios vão muito além destes objetivos.

Numa altura em que a correria do dia a dia impede muitas pessoas de terem uma alimentação completa, cuidada e saudável, muitos têm recorrido aos batidos de proteína como uma maneira de colmatar esse défice.

Mas afinal, qual a quantidade de proteína que tenho de ingerir durante o dia?

A quantidade ideal de proteína a ser consumida varia de pessoa para pessoa. Existe, no entanto, um valor base recomendado: 0.8g por Kg de peso. Ou seja, um adulto com 80kg deveria, tendo por base este valor recomendado, consumir 64 gramas de proteína por dia.

No entanto, é importante frisar que estes valores irão variar de acordo com um grande número de fatores e circunstâncias.

As proteínas permitem que o corpo cresça e repare o tecido muscular. Já sabemos que quem pratica exercício físico precisa de uma dose superior de proteína diária para compensar o gasto calórico e de energia.

Mas os batidos de proteína podem ser particularmente importantes para quem já chegou, ou está a chegar a uma idade mais avançada, onde esse processo de perda de massa muscular ocorre naturalmente. A patologia relacionada com o decréscimo de massa muscular devido à idade tem o nome de sarcopenia. Pessoas neste processo, precisam de uma ajuda extra para contrariar a tendência de perder musculo. Essa ajuda pode vir na forma de batidos de proteína

Não basta uma alimentação saudável?

O esforço por ter uma alimentação equilibrada e saudável deve ser sempre incentivado e elogiado. Contudo, para conseguirmos consumir a quantidade de proteína que precisamos para funcionar bem, recorrendo apenas à alimentação, os riscos por vezes ultrapassam os benefícios.

Por exemplo, vamos imaginar que 1 ovo pesa 33g. Se comermos 3 ovos, são cerca de 100g. Nessas 100g de ovos quantas gramas de proteína existem? Em média 13g. Portanto, para um adulto de 80kg obter o mínimo de proteína necessária pelo consumo de ovos, teria de ingerir cerca de 15 ovos por dia. Qual é o problema? O problema é que os ovos não são feitos apenas de proteína. Têm muitos outros compostos que tomados em excesso podem ter efeitos nefastos na saúde a médio e longo prazo.

O mesmo se passa com outros alimentos introduzidos numa alimentação saudável. Temos de nos lembrar que todos os alimentos têm índices de calorias, gorduras, colesterol, sódio, hidratos de carbono como açúcares e proteína.

Assim, para obtermos apenas através da alimentação as gramas de proteína que precisaríamos para estar saudáveis, provavelmente iriamos estar a consumir em excesso outras coisas que nos deixariam menos saudáveis.

Quais os benefícios de incluir batidos de proteína na nossa alimentação?

É larga a demográfica de pessoas que pode sair beneficiada por aliar os batidos de proteína à alimentação:

  1. O primeiro grupo que virá à mente são os atletas. Quem procura, por ter um gasto energético acima da média, uma ajuda na recuperação e aumento da massa muscular;
  2. Os adolescentes, que estão ainda em fase de crescimento, poderão ser beneficiados pela ingestão extra de proteína;
  3. Quem está a recuperar de uma lesão muscular;
  4. Vegetarianos ou vegans, devido ao estilo de alimentação, não raras vezes precisam da ajuda dos batidos de proteína vegetal para chegarem ao consumo aconselhado de proteína numa dieta saudável e equilibrada;
  5. Idosos. Faz todo o sentido que os idosos, devido à mais evidente quebra de massa muscular e tendência de fragilidade óssea, sejam grandes beneficiados pela ingestão de batidos de proteína.

Concluímos assim que, batidos de proteína não são apenas para quem procura ganhos no ginásio. Desde jovens a idosos, todos podem-se beneficiar da introdução de batidos de proteína como parte de uma alimentação completa e equilibrada.

Que duas opções existem?

Já concluímos que os batidos de proteína podem ser, se corretamente introduzidos na alimentação, úteis para quem os toma e benéficos para a saúde.

No mercado existem duas opções, a proteína de origem animal (whey) e proteína de origem vegetal.

Independentemente da opção que escolher, o mais importante a levar em conta é a qualidade da proteína que está a tomar.

Qual a proteína mais saudável?

Não há uma resposta direta a esta pergunta. O mais importante é definir se a proteína que estamos a tomar é ou não de alta qualidade.

Em geral, para uma proteína ser de alta qualidade está dependente da resposta a algumas perguntas, por exemplo:

  • Qual a quantidade de gramas de proteína por dose?
  • Será que o meu corpo a vai conseguir digerir?
  • Que aminoácidos estão disponíveis nesta proteína?
  • Será que o meu corpo conseguirá usar os aminoácidos?
  • Contém elementos considerados inflamatórios?

Todas as fontes de proteína contem um perfil de aminoácidos diferente. A maneira como o corpo usa e digere esses aminoácidos irá determinar se a proteína vai ajudar na recuperação, ganhos musculares, perda de peso ou se simplesmente estaremos a adicionar calorias à nossa dieta.

  • Vantagens da proteína Whey:

O nosso corpo produz aminoácidos. Contudo, existem 9 aminoácidos essenciais (Essencials aminoacids = EAA’s) que o corpo não consegue produzir por si só. Por isso os conseguiremos obter através da alimentação. Os alimentos que contém os 9 aminoácidos essenciais são chamados de proteínas completas.

A whey (proteína de soro de leite) é a proteína mais famosa encontrada em batidos porque providencia todos os 9 EAA´s.

Todavia, temos de ser criteriosos com a whey que escolhemos. Uma proteína whey que não seja de qualidade pode levar à permeabilidade intestinal, que acontece quando o intestino não consegue digerir bem a proteína.

  • Vantagens da proteína vegetal:

Quem tem intolerância à lactose ou quem adotou o vegetarianismo ou um estilo de vida vegan, procurará alternativas à proteína de origem animal, como é a whey.

Para quem entende a importância dos aminoácidos essenciais, esta pode ser uma procura difícil, porque muito poucas plantas são fontes completas de proteína.

Ainda assim, há reais vantagens na proteína vegetal. A quantidade de fibra presente nos legumes, vegetais, grãos e sementes entre outras, contribui para um melhor funcionamento do intestino, melhorando a digestão. A combinação de fibra com proteína significa que o corpo demorará mais a digerir as proteínas vegetais, o que por sua vez levará a um melhor metabolismo capaz de queimar mais gordura com mais facilidade. Pela reduzida presença de colesterol e gorduras saturadas nos alimentos que formam uma dieta vegan ou vegetariana, podemos concluir que problemas cardiovasculares também verão o risco reduzido.

Porque escolher as proteínas da i2?

Existem mil e uma opções no mercado, cada uma delas com um marketing mais apetitoso do que a outra. Mas se o objetivo é ter, através das proteínas, um apoio suplementar à nossa alimentação, devemos sempre prezar a escolha do melhor conteúdo.

Na i2 produzimos dois batidos complexos e de alta qualidade.

O Vitta Whey é uma mistura de proteína de soro de leite (whey) proveniente de vacas de pasto biológico com proteínas vegetais numa perfeita combinação sinergética de Alimentos Verdes e Super-Alimentos para melhorar a saúde e qualidade de vida de quem o toma.

O Vitta Vega é um batido completo que contem inúmeras proteínas vegetais como, proteína de ervilha, de arroz, de girassol e de cânhamo.

São batidos totalmente isentos de OGM (Organismos Geneticamente Modificados) e edulcorantes químicos (como a sucralose e aspartame).

Na sua composição, ambos contêm Oxxynea®, um concentrado alimentar integral patenteado, obtido a partir de extratos de 22 frutas e vegetais baseado na dieta mediterrânea.

Para quem se destinam?

Os batidos Vitta Whey e Vitta Veja destinam-se para todos os que têm consciência alimentar e querem complementar uma dieta equilibrada com um suplemento saudável, com ingredientes reais e completos.

Ajudará os atletas a recuperarem dos treinos, os jovens a crescer saudáveis, os adultos a lutar contra o stresse oxidativo e os idosos a prevenir e retroceder o processo natural da diminuição de massa muscular.

Como tomar?

Aconselhamos o consumo de duas colheres de sopa cheias por dia, cerca de 30gr. Podem ser entre refeições misturando com água ou bebida vegetal, colocadas nas papas de aveia ao pequeno almoço ou tomando como pós-treino ou pré-sono.

 

Fontes

Zapata, Rizaldy C et al. “Whey Protein Components - Lactalbumin and Lactoferrin - Improve Energy Balance and Metabolism.” Scientific reports vol. 7,1 9917. 30 Aug. 2017, doi:10.1038/s41598-017-09781-2

Saracino, Patrick G et al. “Effects of Pre-Sleep Whey vs. Plant-Based Protein Consumption on Muscle Recovery Following Damaging Morning Exercise.” Nutrients vol. 12,7 2049. 10 Jul. 2020, doi:10.3390/nu12072049

Lonnie, Marta et al. “Protein for Life: Review of Optimal Protein Intake, Sustainable Dietary Sources and the Effect on Appetite in Ageing Adults.” Nutrients vol. 10,3 360. 16 Mar. 2018, doi:10.3390/nu10030360

Carbone, John W, and Stefan M Pasiakos. “Dietary Protein and Muscle Mass: Translating Science to Application and Health Benefit.” Nutrients vol. 11,5 1136. 22 May. 2019, doi:10.3390/nu11051136

Gilmartin, Sarah et al. “Whey for Sarcopenia; Can Whey Peptides, Hydrolysates or Proteins Play a Beneficial Role?.” Foods (Basel, Switzerland) vol. 9,6 750. 5 Jun. 2020, doi:10.3390/foods9060750

Glick-Bauer, Marian, and Ming-Chin Yeh. “The health advantage of a vegan diet: exploring the gut microbiota connection.” Nutrients vol. 6,11 4822-38. 31 Oct. 2014, doi:10.3390/nu6114822

https://fytexia.com/oxxynea/

 

Aproveite as campanhas promocionais nas nossas proteínas

 

Voltar para o blogue

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários necessitam de ser aprovados antes de serem publicados.